Martha Tadaieski

Martha Tadaieski é formada em publicidade e propaganda pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP) e estudou design gráfico na pós-graduação da Faculdade de Belas Artes de São Paulo.

Por interesse na área de design editorial, em 1997 foi trabalhar no escritório SMP Associados (dirigido pela designer Sylvia Monteiro), especializado em projetos editoriais e gráficos de livros de arte e revistas. Em 2002, na Califórnia, acompanhou trabalhos no estúdio do artista gráfico David Carson. Depois trabalhou na editora DBA, onde atuou em projetos de livros nas áreas de arte, fotografia, gastronomia e esportes.

Desde 2004, em seu próprio estúdio, trabalha como designer autônoma para diversas editoras. Desenvolve projetos gráficos para publicações, especialmente de livros e revistas. Também trabalha para museus e instituições culturais com criação de identidade visual, sinalização, impressos, catálogos e livros de arte.

Entre 2008 e 2009 desenvolveu trabalho interno na editora Moderna/Grupo Santillana, fazendo redesenho de capas e adaptações de miolo para coleções de livros didáticos.

De 2008 a 2012 foi responsável pelo projeto e direção de arte da revista Moderno MAM, do Museu de Arte Moderna de São Paulo. Também é de sua autoria o projeto do livro, do site e a identidade visual do projeto Theatro Municipal de São Paulo - 100 Anos, que recebeu várias premiações.

Paralelamente às atividades do estúdio, de 2013 a 2015, trabalhou para o núcleo de negócios da Editora Abril (Exame), onde desenvolveu projetos de matérias especiais e de capa, com foco especial na infografia.


Prêmios:

  • Prêmio Abril 2015 na categoria “melhor matéria de política” pela revista Exame

  • Bienal de Design Gráfico ADG 2013 pelo projeto gráfico do catálogo de arte Ecológica (MAM)

  • Prêmio no concurso internacional Premier Print Awards 2013 pela capa do livro Theatro Municipal de São Paulo - 100 Anos

  • Finalista Prêmio Jabuti 2012 na categoria “melhor livro de arte” pelo livro Theatro Municipal de São Paulo - 100 Anos

  • Prêmio Fernando Pini 2012 na categoria “melhor livro institucional” pelo livro Theatro Municipal de São Paulo - 100 Anos

  • Medalha de ouro no Concurso Latino-Americano Theobaldo de Nigris 2008 pelo catálogo Quando vidas se tornam forma: diálogo com o futuro / Brasil - Japão

  • Finalista Prêmio Getty Images 2009 de melhor capa pelo livro Melhor que você mesmo

  • Bienal de Design Gráfico ADG 2008 pelo projeto gráfico do catálogo de arte Mam na Oca

  • Prêmio Jabuti 2007 na categoria “projeto gráfico” pelo catálogo Mam na Oca